Dropshipping: o que é e como funciona?

Dropshipping: o que é e como funciona?

Empreendedores digitais sempre estão em busca de inovações e soluções para seus negócios. Um dos modelos mais comuns utilizados atualmente é o dropshipping, uma forma de vender sem estoque.

 

Solução para muitos iniciantes, pois não depende de muito investimento e nem de muita estrutura, este modelo de negócio gera muitas dúvidas sobre a execução e a diferença para outros mercados digitais. Continue a leitura e saiba tudo sobre o dropshipping: o que é, como funciona e de que maneira estruturar um! 

 

O que é o dropshipping?

Pensar no trabalho de um intermediário é a melhor forma de entender o que é o dropshipping. O negócio funciona como uma vitrine virtual. O cliente vê o produto e efetua a compra, em seguida a loja entra em contato com o fornecedor, que envia o item diretamente para quem adquiriu.

 

Desta maneira, não é necessário que o empreendedor possua um estoque, já que ele usa de terceiros. A solicitação do produto é feita somente após a aquisição. O faturamento vem da comissão pela mediação.

 

Gestão do estoque

É de suma importância que lojistas entendam o que é gestão de estoque. A organização e o monitoramento das mercadorias é vital para a saúde de um negócio. 

 

O controle permite entender a situação dos recursos, quais produtos têm maior vazão e se será necessário realizar estratégias para vender outros.

 

Esse gerenciamento é fundamental para a saúde financeira de um negócio, pois o estoque gera custos, tanto de produção quanto de distribuição, e precisa estar organizado.

 

O dropshipping é pensado para suprir essa questão, já que o empreendedor investe em um negócio sem armazenamento. Ele gerencia contatos e produtos de terceiros, sem se preocupar com o depósito em si.

 

 

No modelo de dropshipping, quem gerencia o estoque é o fornecedor, que pode ser nacional ou internacional.

 

Quais as vantagens do dropshipping?

O dropshipping é um modelo muito vantajoso para quem está começando e não possui tantos recursos para investimentos. O ponto principal é não precisar gerenciar um estoque de produtos, nem lidar com envios, o que reduz custos de operação.

 

Assim, mais uma das vantagens é a simplicidade e praticidade dos procedimentos. A estrutura também não é das mais complexas, é preciso ter um site e canais de divulgação dos produtos. Inclusive, as opções podem ser as mais diversas, a depender da sua cartela de fornecedores (nacionais ou internacionais).

 

Além disso, não é necessário ter uma grande equipe de trabalho; e possui potencial para crescimento, já que a empresa pode se desenvolver sem aumentar os valores de operação.

 

Portanto, as  vantagens do dropshipping são:

 

  • Investimento baixo;
  • Sem estoque;
  • Não precisa distribuir produtos;
  • Abrangência de produtos;
  • Estrutura simplificada;
  • Modelo escalável.

 

Qual a diferença entre dropshipping x marketplace?

Existe muita dúvida sobre a diferença entre dropshipping e marketplace, já que são modelos aparentemente semelhantes. Ambos são intermediários entre fornecedores e clientes, porém a diferença está na estrutura.

 

O dropshipping funciona da maneira já mencionada: o cliente compra um produto da loja, o negócio solicita o produto ao fornecedor que realiza o envio.

 

O marketplace é um shopping virtual. Também não lida com estoque nem com logística e tem o papel de atrair clientes e fornecedores para a plataforma. Os consumidores compram o artigo, o produtor recebe o pedido e já envia. Não há necessidade de solicitação como no dropshipping.

 

O dropshipping é ideal para quem está começando e não conta com muitos recursos de investimento.

 

Como estruturar um dropshipping?

Para montar um dropshipping, primeiro, defina com qual mercado você vai trabalhar, analise concorrências e escolha seu nicho. Procure os melhores fornecedores. A qualidade do produto depende deles, então a sugestão é conhecer os artigos e a empresa para saber a origem do que será entregue aos seus clientes.

 

Na sequência, é a hora de montar sua lojinha virtual e divulgar. Alguns passos são importantes nesse momento, como fazer um catálogo on-line, saber quais serão seus clientes e, a partir daí, entender quais canais de comunicação serão utilizados e qual será a linguagem abordada.

 

É de extrema importância ter uma ótima descrição de produtos para que os consumidores possam saber com detalhes o que estão adquirindo. Como a loja não vai controlar o estoque nem realizar o envio, é importante definir uma política de trocas e devolução e ter procedimentos estruturados caso ocorram problemas.

 

O dropshipping é um modelo que precisa de pouco investimento para funcionar e por isso é tendência de negócio digital. Se for abrir o seu, se atente aos detalhes e, principalmente, selecione mercadorias e fornecedores que você confia.

 

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre negócios digitais? Clique no banner abaixo e acesse o blog da Smurfit Kappa!



Search engine powered by ElasticSuite