Dossiê: descrição de produtos para lojas virtuais

Dossiê: descrição de produtos para lojas virtuais

A descrição de produtos é um processo essencial na venda on-line. Ela não serve apenas para listar as características dos itens disponíveis, mas também para auxiliar na tomada de decisão do consumidor. A explicação deve incluir detalhes sobre o artigo, como quais funções, vantagens e recursos o produto vai entregar. 

 

O fato é que informações pensadas estrategicamente, com conteúdo voltado ao cliente, geram mais resultados ao lojista.

 

Por isso, continue a leitura e entenda o que é, por que e como fazer descrição de um produto para seu e-commerce!

 

O que é descrição de um produto?

A descrição de produtos é um dos principais motivadores para venda no e-commerce. Diferentemente de uma loja física, que um funcionário explica tudo pessoalmente, falando das características, funcionalidades e benefícios da mercadoria, no digital, o artigo tem que ser apresentado por meio de conteúdos — que podem ser audiovisuais e textuais.

 

O descritivo será responsável por responder dúvidas e mostrar detalhes ao cliente. Não somente informações técnicas, como dimensões, mas apresentar ainda os usos e recursos disponíveis.

 

De forma resumida, abaixo estão alguns pontos que devem ser respondidos na descrição de produtos:

 

    • O que é o produto?
    • Quem vai usá-lo?
    • Onde ele deve ser utilizado?
  • Quando usar o produto?
    • Como ele funciona?
    • Por que é útil e quais suas vantagens?
  • alguma restrição de uso?

 

Quanto mais informações disponíveis, menos dúvidas o consumidor vai ter e maior será a chance de conversão, gerando vendas para o negócio. Entender o porquê e como este tipo de conteúdo fomenta o engajamento dos clientes é importante.

 

Por que fazer descrição de produtos no e-commerce?

A descrição de produtos faz parte de uma série de conteúdos que geram receita para um site, denominados de Performance Content. As informações que os consumidores precisam saber e que vão fazê-los comprar devem estar escritas nessa exposição. Isso porque os detalhes impactam na decisão tomada pelo cliente.

 

A descrição auxilia na decisão de compra de um produto pelo cliente.

 

 A seguir, listamos alguns pontos que são consequência dessa estratégia e fazem com que as compras sejam realizadas.

 

Confiança

Um texto bem redigido e com informações relevantes mostra ao usuário que a loja conhece e garante a qualidade do produto, gerando confiança no consumidor. 

 

Para que uma compra seja realizada na internet, é preciso que o empreendedor demonstre toda a credibilidade ao possível cliente. Ele deve estar confortável para realizar a compra sem ao mesmo ver em mãos o que vai adquirir. É aí que a descrição do produto entra em jogo, auxiliando na decisão final.

 

Desejo

É sempre importante lembrar que o cliente não tem o produto em mãos, ou seja, não consegue experimentar nem entender as características do artigo se elas não forem bem especificadas. 

 

A loja é quem deve mostrar todas as vantagens e benefícios. Ressaltar suas usabilidades e incitar o desejo. Para o consumidor, de fato, querer aquela peça, ele precisa ser convencido e é o conteúdo descritivo que vai propor a compra.

 

Respostas

Um dos principais pontos do texto descritivo é a resposta às perguntas dos clientes. A dica aqui é coletar dúvidas e transformá-las em informações úteis ao consumidor. 

 

 

Busque esses questionamentos também em marketplaces e com o seu time de vendas. As perguntas podem não ser apenas de uma pessoa, ou uma única fonte, e o fato do cliente poder acessar a resposta assim que lê sobre o produto ajuda na geração de confiança. Um passo a mais para a aquisição.

 

SEO

Outra dica importante é alinhar o conteúdo aos motores de busca. Mas, o que é SEO e para que serve? Como a prática pode auxiliar a descrição de produtos?

 

SEO é a sigla para Search Engine Optimization ou, em bom português, otimização para motores de busca, e consiste num conjunto de práticas que permitem que páginas sejam encontradas organicamente em sites como Google — dispensando a necessidade de monetização.

 

Quando essas técnicas são aplicadas de maneira correta, o e-commerce vai aparecer nas primeiras opções de conteúdos quando se pesquisa um assunto. O que também ocorre com os produtos.

 

Quanto melhor for a descrição, se o conteúdo conter as boas práticas, é possível que quando se busque pelo artigo, a loja seja mais recomendada de maneira orgânica nos buscadores que os concorrentes.

 

 

Algumas aplicações que podem ser feitas são em relação à imagem. É recomendável que o arquivo seja leve, que o nome esteja alinhado com a palavra-chave e que possua texto alternativo (Alt Text) adequado.

 

Inclua palavras-chave e as use de maneira correta: sem repetições e sem esgotamento. Lembre-se sempre de escrever ao cliente! Outra dica é escolher os termos de cauda longa (long tail), pois são mais específicos, menos concorridos e ideais para alcançar nichos.

 

Tenha uma meta-descrição construída para a página do produto que convide o leitor a acessar o conteúdo, assim como um título que atraia e um texto bem formatado. 

 

Para uma melhor escaneabilidade, utilize palavras em negrito, parágrafos curtos, links, heading tags e bullet points, quando possível. 

 

Boas práticas de SEO no descritivo podem ajudar no melhor ranqueamento das páginas de produtos.

 

O que não pode faltar na descrição de um produto?

Além das características do produto, é imprescindível que o e-commerce apresente detalhes do artigo, tire dúvidas de uso que o cliente possa ter, mostre suas funcionalidades e benefícios.

 

Na sequência, confira os principais pontos que não podem faltar na descrição de produtos.

 

Qual é o produto? 

O primeiro passo é explicar o que é o produto ou serviço que está sendo ofertado. Explique, em detalhes, o que o cliente vai adquirir. 

 

Tamanho, material e características

Entre em contato com o fornecedor e peça a ficha técnica do produto. Mas, atenção! Seja autêntico, faça um texto novo, que conte sobre tais características de forma a facilitar a leitura. Não copie e cole as especificações vindas da fábrica. Publicar um texto repetido não é considerado uma boa prática de SEO!

 

É de suma importância que as medidas estejam detalhadas e as dimensões sejam especificadas ao possível cliente. Fale sobre tamanho, material e características. O conteúdo deve fornecer uma experiência sensorial, uma vez que tudo que ele pode fazer é ler e imaginar, sem pegar o artigo em mãos. Pense em adjetivos que aproximem o produto do comprador.

 

Se for um objeto, indique os locais em que podem ser guardados, para a pessoa saber sobre as dimensões espaciais.

 

Funcionamento 

A loja também precisa explicar como funciona o produto, quais seus modos de uso e como é utilizado no dia a dia. Tudo que possa adicionar informação ao cliente é bem-vindo. 

 

Uma dica aqui é utilizar recursos visuais, como infográficos e vídeos, para mostrar o funcionamento do artigo. As imagens e suas indicações o ilustram de forma didática. 

 

Além disso, pode ser o momento para fazer uma relação com os benefícios, uma ponte entre funcionalidade e vantagem daquela peça.

 

Instruções de uso

Outro ponto importante da descrição de produtos é mostrar como o cliente vai utilizá-lo. Explique passo a passo suas instruções e mostre em imagens a usabilidade. Esse ponto também é importante pelo fato do comprador não poder testar o produto.

 

Algumas dicas aqui podem ser cruciais para a decisão do cliente. Primeiro, forneça o manual de instruções para que possa ser feito download. Também se utilize dos recursos visuais para captar a atenção do comprador. 

 

 

Assim como ilustrações, infográficos e fotos, considere a utilização de vídeos demonstrativos. Ter alguém apresentando os usos daquele produto, mostrando como ele deve ser configurado e utilizado é essencial. 

 

Além disso, conta o fato de gerar uma credibilidade maior para a loja quando tem esse tipo de conteúdo exclusivo ao consumidor. Ele vai entrar na página do produto, ler sobre suas características, vantagens, funcionalidades, dimensões e ainda pode assistir ao vídeo de alguém mostrando em detalhes e utilizando o artigo ou serviço.

 

Descrever o produto em detalhes, com conteúdos autorais, gera mais confiança ao consumidor.

 

Storytelling

Ao descrever seu produto, conte uma história. Estruture seu conteúdo de forma a não vender uma peça ou serviço, mas todo o valor que vai gerar ao cliente. A experiência deve ser considerada e existem alguns pontos importantes a serem pensados.

 

Ao construir a narrativa, lembre-se da persona. Comunicação, linguagem utilizada, palavras e signos devem envolver o cliente ideal que vai adquirir o produto. O conteúdo precisa falar sobre os problemas e indicar as soluções que aquele artigo vai trazer. 

 

Quanto mais direcionado for, maior será a chance do e-commerce garantir a venda. Não é apenas o produto que será adquirido, mas como ele resolverá a questão da persona.

 

Construa uma narrativa que descreva um produto e venda a solução ao problema do cliente.

 

Pense bem nos adjetivos empregados no texto. Eles são o ponto fundamental da experiência sensorial e devem ser utilizados adequadamente para cada produto e cliente. Crie uma lista de palavras ideais, que vão transmitir com clareza a emoção e as funcionalidades dos itens. 

 

Por fim, insira a prova social como marketing do produto. A avaliação de outros consumidores facilita no momento de decisão. As boas experiências influenciam novos compradores e geram ainda mais credibilidade ao e-commerce.

 

As avaliações podem ser feitas por meio de comentários ou de notas e em número de estrelas, por exemplo. Use-as como ilustração no descritivo, envolva-as na narrativa como meio de aproximar o novo cliente a alguém que tinha um problema semelhante e que foi solucionado. 

 

As reviews são artefatos importantes na decisão de uma compra. Ao lojista, vale criar um fluxo de e-mails para que o cliente possa deixar seu testemunho assim que recebe o produto.

 

Assim, para um bom descritivo, sempre leve o possível comprador em consideração. Use linguagem adequada e alinhada ao público e conte uma história. Além disso, não se esqueça de mencionar características, benefícios, vantagens e fazer uso das boas práticas de SEO.

 

Gostou do conteúdo e quer saber mais dicas de outros recursos para gerar mais vendas? Acesse os conteúdos do blog da Smurfit Kappa clicando no banner abaixo!



Search engine powered by ElasticSuite